Quanto mais eu bordo, menos eu faço (em desenvolvimento)
tríptico - 3 bordados em tecido

e-mail-icon.png

Este trabalho em desenvolvimento será um tríptico composto por bordados em linho de tamanho 50x70cm onde se poderá ler a frase que dá o título provisório, “Quanto mais eu bordo, menos eu faço”.. A frase em questão é uma adaptação acerca de uma reflexão da artista paulista Edith Derdyk em seu livro “Linha de Costura” (São Paulo: Iluminuras, 1997), onde comenta sobre a relação do ato de costurar com a sua produção. Estes bordados em desenvolvimento trazem imagens desenhadas de representações da figura da mitologia grega Penélope, evocando as camadas contidas no mito sobre as relações com o fazer e os ofícios têxteis. Com esse tríptico, pretendo relacionar as questões das minhas pesquisas envolvendo a prática do desenho e do bordado e, mais uma vez, investigar o espaço que esse fazer manual tem da minha prática artística e de uma produção contemporânea.